23 de julho de 2015

E o Amor acontece..





.
Hoje a memória leva-me para longe... para um tempo muito distante... parece que foi quase noutra vida... É uma memória que me faz sorrir... Uma memória doce... Doce como este amor que te tenho...

Andámos na escola primária juntos... Tu, foste o menino reguila, traquinas. Eu, a menina sonhadora e alegre. Brincámos os dois desde muito pequenos e fomos crescendo juntos... e o amor a determinada altura, surgiu...

Fomos adolescentes rebeldes, apaixonados, loucos um pelo outro... (bom, na realidade, é assim até hoje, quase vinte anos depois...) E na nossa adolescência, não havia regras, ou impedimentos que conseguissem nos separar...

Recordo-me das noites em que batias à janela do meu quarto... Com cuidado, para que os meus pais não ouvissem na divisão ao lado... e de mansinho, entravas em casa... e ali ficávamos horas a namorar, um amor inocente... puro e bonito de quem se gosta muito... O começo deste amor imenso que temos hoje... 

Já rimos muitas vezes ao recordarmos estas noites... do cuidado em não fazer barulho, de forma a que o meu pai, que não perdia um episódio da novela Terra Nostra, que passava na altura, não nos ouvisse... ;)

Uma memória... muitas memórias... de um tempo... que foi só nosso.

⦁ Uma das músicas que tocavam na rádio neste tempo e que ainda hoje adoro - Def Leppard - Love Bites.


 * Nesta rubrica, memórias de um tempo só nosso, vão poder ler memorias minhas que me marcaram. São memórias de amor, são aqueles instantes fugazes, no entanto tão perfeitos que queremos que permaneçam em nós para sempre. Será uma viagem à inocência e ao início de um amor.

* Foto de autor desconhecido.

24 comentários:

  1. Que memória tão bonita e terna! Também são elas que não nos permitem perder a chama e a vontade de lutar por esse amor diariamente :)

    Beijinhos, minha querida*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Andreia ;) É verdade, tudo o que vivemos e recordamos, faz parte da nossa vida e do que somos hoje... e dá-nos força, sim! :)

      Beijinhos para ti também*

      Eliminar
  2. E que bela memória esta! Deixou-me com um largo sorriso no rosto :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom Cláudia, tão bom saber isso :)

      Beijinho

      Eliminar
  3. Tão bonito. Gosto desta tua ideia recordar memórias de amor... Pois são elas que nos aquecem nos momentos menos bons.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada N. É verdade, são elas que nos dão força...

      Beijinho

      Eliminar
  4. r: Como te compreendo :D ahah

    É sinal que não nos é indiferente!

    Beijinhos, minha querida*

    ResponderEliminar
  5. R. Olá e obrigada :)
    Bem vinda, esteja à vontade ;)*

    ResponderEliminar
  6. Que história de amor linda :) o vosso amor é lindo :) que continuem sempre assim, juntos e a construir mais e mais memórias lindas de se recordar :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada querida P' :) Quero acreditar que sim, que teremos muitas mais memórias pela frente ;)

      Beijinho

      Eliminar
  7. Que bela memória, que linda história de amor :)

    R: Já tenho pensado menos nisso. obrigada *

    ResponderEliminar
  8. Que fantástico texto, simplesmente adorei! Uma memória sensacional, palavras perfeitas :D

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  9. R. Eu ainda não conheço mais nenhuma daquelas praias. Ainda só fui ao portinho e à figueirinha agora.
    Falta explorar aquelas outras maravilhas mas ainda fica um pouco longe de mim e por isso não dá para ir tanto quanto gostaria. Beijinhos e obrigada pela dica ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. R. São mesmo lindas, toda a costa da Arrábida/Setúbal é maravilhosa ;)

      De nada, Beijinhos :)

      Eliminar

Obrigada pelo teu comentário ❤ Responderei aqui.

Memórias de um amor..

Saudade..

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner