28 de junho de 2015

Faltas-me tu, Portugal...

.Saudade...

Uma palavra tão portuguesa, tão sentida... tão nossa...

E eu sinto saudades de tanto...

Do mar imenso que te adorna... onde o meu olhar se perde no azul...

Saudade desse sol, dessa luz maravilhosa... tão característica ... tão nossa.

Falta-me... as conversas... o burburinho numa língua que não se estranha,
nas ruas, nos lugares que tanto conhecemos...

Sinto uma falta imensa do acordar a ouvir os pássaros... de abrir a janela e ver as árvores, a natureza lá fora... aquela família que ao longe rega o campo ao domingo, sem pressas entre risos e brincadeiras...

Falta-me o café... mais que o café, o momento em que o saboreamos na pequena mesa de madeira, na varanda, com a rádio a tocar... um som de fundo para as nossas conversas e risos... beijos e abraços...

Numa tentativa de te reter em mim... de me levar até ti... por vezes fecho os olhos... vejo-me no nosso quarto, olho o candeeiro que paira sobre mim, olho para a pequena libelinha que coloquei no cortinado, uma lamechice romântica, disseste tu, com esse sorriso malandro... lembro-me de nós, nesse nosso refúgio, sinto uma falta imensa da nossa casa... até da cozinha, onde me perdia horas entretida, nos bolos que te preparava com todo o amor...

Falta-me o mar... falta-me o campo... a natureza... as flores... o cheiro quente da terra... 
o calor... as joaninhas nas ervas perto de casa... 

Falta-me as cerejas... comidas e partilhadas a dois... falta-me os passeios de fim de semana às lezírias, 
onde fotografava o campo e os cavalos...

Falta-me o sal na pele... a brisa no rosto... e o sorriso feliz de quem se sente em casa... 

Falta-me as coisas tão nossas... tão portuguesas... as sardinhas assadas acompanhadas de uma boa salada, frutas de verão refrescantes, as nossas comidas, os nossos lugares...

Falta-me as nossas gentes... a nossa casa...  Falta-me... Faltas-nos tu... Portugal...

Lezírias, Ribatejo, Abril de 2015

E aquele que esteve sempre a olhar para mim  ;)  Lezírias, Ribatejo, Abril de 2015

 Flores... Campo... Natureza -  Lezírias, Ribatejo, Abril de 2015

 Ericeira em tons de prata, Abril de 2015

 Este mar... até Agosto Arrábida... até Agosto casa...  Portinho da Arrábida, Abril de 2015

* Autoria das fotos - Life, Love and Photograph  

26 comentários:

  1. Senti um aperto no coração.
    Sei o que é a saudade.
    Pensa que é temporário, que não estás sozinha. Que quem ficou por cá te receberá de braços abertos.
    Não resolve, mas ajuda. bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada querida N,

      Ajuda sim, pensar assim... é mesmo a essas coisas que nos agarramos e que nos dão força para aguentar as saudades...

      Beijinho grande

      Eliminar
  2. Senti as saudades que descreveste, porque com tanto sentimento preso nas tuas palavras é impossível acontecer o contrário. Força, minha linda!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito Obrigada Andreia :)

      Um beijinho grande para ti*

      Eliminar
  3. Até ficarmos longe, não sabemos a sorte que temos e o valor deste cantinho tão nosso :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este nosso cantinho é mesmo precioso A...

      Beijinhos Querida*

      Eliminar
  4. Obrigado querida, adorei as fotos.

    ResponderEliminar
  5. A Suíça é linda mas Portugal será sempre Portugal, será sempre um país encantado com variedade para todos os gostos e cheio de paisagens e natureza maravilhosa que nos faz querer sempre mais um pouco.

    r: não querida, não gosto de bolos com café, não gosto de nada que tenha o mínimo de sabor a café :s

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade o nosso país é mesmo único P'...

      r: Ok, então é mesmo pouco provável que venhas a gostar mais tarde, porque mesmo quando eu ainda não bebia café, gostava de doces e bolos feitos com esta bebida ;)

      Beijinhos querida*

      Eliminar
  6. Força querida.
    Deu para entender, pelo post, as saudades que sentes. Espero que, em breve, possa matar um bocadinho dessas saudades.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada Ísis pelas tuas doces palavras, não tem sido fácil mesmo... Sim, será já em Agosto que voltarei a Portugal de férias :)

      Um beijinho grande para ti*

      Eliminar
  7. r: Muito obrigada!
    É uma sensação maravilhosa *.*


    Beijinhos, minha querida ❤

    ResponderEliminar
  8. É complicado estar longe daquilo que gostamos, e como eu compreendo isso! Mas força, e quando tiveres a oportunidade de matar saudades será ótimo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é mesmo nada fácil Pedro... Será em breve, em Agosto que voltarei de férias a Portugal :)

      Beijinho*

      Eliminar
  9. Só damos verdadeiro valor aquilo que é tão nosso quando nos vemos privados dos nossos amores. Que belas fotografias!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que sempre dei valor sabes... tanto que sempre achei Portugal e as nossas coisas e hábitos preciosos, mas realmente quando estamos longe, é muito difícil mesmo...

      Muito obrigada Cláudia :)

      Beijinho*

      Eliminar
  10. R: Obrigada querida, espero que estas mudanças nas nossas vidas sejam para nos trazer coisas melhores para o futuro ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também espero o mesmo Adelissa :)

      Beijinho grande e força ❤

      Eliminar
  11. Respostas
    1. Muito obrigada Marta ;)

      Bem-vinda ao meu cantinho :)

      Beijinho*

      Eliminar
  12. Nem sabes o quanto te compreendo, a saudade mata por dentro aos poucos e poucos :s

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade Pepper... é uma saudade... uma dor insuportável... é andarmos a contar os dias, as semanas ou meses que faltam até regressarmos de novo a casa... Força minha querida ❤

      Um beijinho grande

      Eliminar

Obrigada pelo teu comentário ❤ Responderei aqui.

Memórias de um amor..

Saudade..

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner